quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Herbalife Sempre Presente


Herbalife na Mídia

Estar presente de forma positiva na mídia gera maior credibilidade à marca e aos produtos da Herbalife. A Herbalife está presente em diversos veículos de comunicação, gerando uma imagem favorável perante os públicos que têm acesso a estas informações.











domingo, 27 de outubro de 2013



Sabe aquela frase popular de que “funcionário motivado produz mais”? Pois então, ela também propõe aos empreendedores um desafio (entre tanto outros): engajar sua equipe. Como bem sugere a frase do início desse texto, o desempenho da empresa também é reflexo do comprometimento de um funcionário envolvido naquilo que faz – desde crença na proposta da empresa a sentir-se valorizado pela mesma;

Como manter esse engajamento em alta? Não dá pra te dizer que essa está entre as tarefas mais fáceis. Mas vale a pena tentar e ajustar as sugestões às suas necessidades e possibilidades. Confira, então, o que a gente separou para você:

Ambiente – reunir-se para discutir, trocar ideias e buscar soluções não precisa ser muito formal. Um ambiente iluminado, arejado, mais descontraído – indicando também a possibilidade de relaxar – pode fazer com o que funcionário se sinta melhor. Aposte em salas com pufes, lousas, papéis, quadros e outros materiais para anotar, rabiscar, construir.

Invista no seu funcionário – ele é engrenagem fundamental para sua empresa, portanto desenhe um plano de carreira, repense a oferta de benefícios, incentive-o a realizar cursos – se for o caso, avalie custear parcial ou totalmente. Considere, também, identificar o que eles se interessam e tentar viabilizar isso.

Dia a dia – algumas práticas no dia a dia podem fazer toda a diferença. Por exemplo: reveja sua postura como líder e aproxime-se da sua equipe. Ouça-os e faça avaliações que mensurem e proponham soluções para os pontos que estão em falta.

Pequenos incentivos – não deixe de pôr em prática pequenas ideias que, de alguma forma, podem ser um detalhe a mais no contexto. Por exemplo, estimule a troca de material de inspiração para o crescimento da empresa, como casos de sucesso, pesquisas e livros. Monte uma pequena biblioteca na empresa ou promova encontros periódicos para discutir práticas do mercado que podem servir para sua empresa.

Comemore – a gente sempre fala de como é importante estar juntos, e em meio à comemoração, essa união se faz ainda mais necessária. Celebre metas atingidas e problemas solucionados, seja com um café da manhã, um happy hour, um almoço coletivo. Faça com que a equipe sinta-se integrada ao crescimento da sua empresa.

Você conhece alguma outra prática para estimular bem-estar e engajamento em empresas? Divida sua experiência com a gente!


====



Para maiores informações sobre produtos, preços, como comprar e oportunidade de negocio, por gentileza entre em contato com a Distribuidora Independente Herbalife:

SILVANA COSTA GONÇALES
cel. (11) 97153-0245

silvana.goncales@globo.com

Herbalife lança Shake Mousse de Maracuja - Saiba mais no Blog Foco em Vida Saudavel

Assista ao video promocional no link abaixo:
http://youtu.be/3hMF9-e0fnk

Por que consumir?

• Para controlar de forma simples o total de calorias ingeridas e manter uma proporção saudável entre carboidratos, proteínas e gorduras durante um programa de Controle de Peso

• Para garantir a ingestão dos nutrientes necessários para o bom funcionamento do organismo: os Shakes Herbalife fornecem 23 vitaminas e minerais

• Os Shakes Herbalife, quando preparados conforme instruções do rótulo, fornecem aproximadamente 18 g de proteínas por porção – 23% mais proteína do que a média de outros substitutos de refeição comuns**

• 100% das proteínas do Shake são de alto valor biológico, contêm todos os aminoácidos essenciais em proporções ideais para suprir as necessidades de proteínas do organismo

• Cada porção contém mais de um terço das necessidades diárias de cálcio quando preparada com 250 ml de leite semidesnatado (Shakes Mousse de Maracujá, Doce de Leite, Milho Verde, Baunilha Cremoso, Piña Colada, Chocolate Cremoso, Morango Cremoso e Cookies & Cream)

• Doces e adequados ao paladar brasileiro com a mesma média calórica dos demais sabores.

• Cremosos e fáceis de preparar. Você vai precisar de poucos segundos para atingir a cremosidade desejada tanto no liquidificador quanto no preparador de shake.

• Aromas ricos e equilibrados.

• Macronutrientes na medida certa 

• Proteínas de alta qualidade: O perfil conta com a proteína concentrada do soro do leite e a isolada da soja. Ambas são classificadas como proteínas de alto valor biológico.

• Fibras de aveia e inulina adicionadas na proporção ideal entre fibras solúveis e insolúveis.

• Carboidratos diferenciados – de mais lenta absorção: A frutose (açúcar das frutas) leva mais tempo para ser digerida porque sua absorção é mais lenta, o que ajuda a manter os níveis de glicose no sangue equilibrados.

Quem pode consumir?

O Shake Herbalife foi desenvolvido para ser consumido por adultos saudáveis. Grupos populacionais específicos, como lactentes (crianças em fase de amamentação), mães que amamentam, crianças, adolescentes, gestantes e idosos devem consultar um médico ou nutricionista antes de iniciar o consumo.

Sugestão de Uso

Redução do peso: Substitua duas das três refeições principais do dia pelo Shake Herbalife.

Manutenção do peso: Substitua uma das três refeições principais do dia pelo Shake Herbalife.

Ganho de peso: Acrescente até dois Shakes Herbalife ao seu cardápio diário. Inclua em sua refeição principal ou como lanche saudável no intervalo entre as refeições.

Modo de Preparo

• Sabores: Mousse de Maracujá, Doce de Leite, Milho Verde, Baunilha Cremoso, Piña Colada, Cookies & Cream, Morango Cremoso e Chocolate Cremoso: Bata no liquidificador por aproximadamente dez segundos (ou misture no Preparador de Shake) duas colheres e meia de sopa (26g) com 250 ml (1 copo tipo americano) de leite semidesnatado.

• Sabores: Baunilha e Frutas Tropicais: Bata no liquidificador (ou misture no Preparador de Shake) duas colheres de sopa do pó (26 g) ou 1 sachê com 250 ml (1 copo tipo americano) de leite semidesnatado.

Sugestão: Para diversificar o sabor do seu Shake, prepare novas receitas adicionando frutas, sucos sem calorias, iogurte para beber e outros alimentos saudáveis e de baixas calorias. Além de tornar o Shake ainda mais gostoso, estes alimentos o deixam ainda mais nutritivo, porém é importante observar a quantidade de calorias que está sendo adicionada para que isso não comprometa o programa de controle de peso.

Dicas

Como potencializar os resultados do programa de Controle de Peso Herbalife:

• Consumir lanches saudáveis entre as refeições para controlar os picos de fome e a compulsão alimentar: frutas, vegetais, barras de proteína e sopas instantâneas

• Ter uma alimentação equilibrada e colorida

• Praticar atividades físicas e optar por hábitos de vida saudáveis

• Aumentar o consumo de água ou bebidas entre as refeições

• Experimentar incluir Fiber & Herb nas suas refeições principais para aumentar a quantidade de fibras

Para maiores informações sobre produtos, preços, como comprar e oportunidade de negocio, por gentileza entre em contato com a Distribuidora Independente Herbalife:

SILVANA COSTA GONÇALES
cel. (11) 97153-0245

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Herbalife - Nota Esclarecimento Reportagem MInha Vida / Proteste




Em resposta à reportagem publicada no site Minha Vida, hospedado no portal MSN, decorrente do material divulgado pela revista do Instituto PRO TESTE, publicada originalmente no dia 7 de janeiro de 2013 e que teve atualização de conteúdo no dia 27 de setembro de 2013, a Herbalife International do Brasil Ltda. esclarece que não reconhece o teste realizado pelo PRO TESTE, uma vez que o Instituto não fundamentou os critérios de avaliação, se posicionou de forma contrária à legislação vigente no Brasil e não seguiu as instruções de preparo que constam no rótulo do produto – distorcendo seu perfil nutricional como substituto parcial da refeição.

O produto “Shake Herbalife” (Pó para Preparo de Bebidas para Controle de Peso) e seu correspondente balanço nutricional de macro e micro nutrientes foi desenvolvido seguindo rigorosamente a legislação da Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária – sobre substitutos parciais da refeição (RDC 30/98).

Tal legislação foi baseada no Codex Alimentarius (‘Código Alimentar’, em Português) que é um compêndio de normas alimentares criado pela FAO/OMS (Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação / Organização Mundial de Saúde).

Além disso, inúmeros estudos clínicos feitos no Brasil e no exterior mostram que os substitutos parciais de refeição são uma opção segura e eficiente para dietas de redução de peso, assim como as dietas tradicionais. Desta forma, para a Herbalife, o teste não contribui para a adoção de padrões rigorosos de proteção ao consumidor, apenas o confunde.

Herbalife International do Brasil Ltda.
Comunicado Oficial


quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Catalogo de produtos da Herbalife, com otimas opções para Nutrição, Controle de Peso e cuidados pessoais com corpo, pele e cabelos



Veja o catalogo de produtos da Herbalife, com otimas opções para Nutrição, Controle de Peso e cuidados pessoais com corpo, pele e cabelos. E conheça a melhor oportunidade de negócio na venda direta.

É só clicar no link abaixo:
http://www.catalogoherbalifebrasil.com.br/catalogo/catalogo.html

Para maiores informações sobre produtos, preços, como comprar e oportunidade de negocio, por gentileza entre em contato com a Distribuidora Independente Herbalife:

SILVANA COSTA GONÇALES
cel. (11) 97153-0245
silvana.goncales@globo.com

terça-feira, 22 de outubro de 2013

Alimentos que aceleram o seu metabolismo



Enquanto não há atalhos para perder peso, existem algumas coisas que você pode fazer para aumentar o seu metabolismo . Exercitar-se regularmente e começar a abundância do sono são duas das melhores coisas que você pode fazer. No entanto, há também uma abundância de alimentos que o metabolismo de velocidade, então adicioná-los à sua dieta pode dar-lhe a vantagem extra para perder mais peso.



Abaixo está uma lista de onze alimentos que ajudam a acelerar o metabolismo. Pense destes alimentos como mecanismos de apoio em seu caminho em direção a perda de gordura, como qualquer dieta que mantém as libras fora exige um esforço sustentado e exercício.


1. Pimentas

Jalapeno, habanero, pimenta de caiena e outras formas de pimentas picantes impulsionar diretamente o metabolismo ea circulação. Na verdade, comer pimenta não só acelera o seu metabolismo, mas também reduz o desejo. Isto está relacionado com o seu conteúdo de capsaicina, um composto que estimula os receptores de dor do corpo, aumentando temporariamente a circulação sanguínea e taxa metabólica. Se você já experimentou um ataque de sudorese intensa após comer uma pamonha particularmente quente, isso não deve vir como uma surpresa. Na verdade, os estudos mostraram que a ingestão de pimentos podem aumentar o metabolismo em até 25%, com o pico de duração de até 3 horas.


2. Grãos integrais: aveia e arroz integral

Os cereais integrais são cheios de nutrientes e carboidratos complexos que aceleram o metabolismo, estabilizando os nossos níveis de insulina. Carboidratos de liberação lenta, como aveia, arroz integral e quinoa oferecer energia de longa duração, sem os picos associados com outros alimentos ricos em açúcar. Queremos manter os nossos níveis de insulina baixa, como picos de este produto químico dizer ao corpo que ele precisa para começar a gordura extra de armazenamento.


3. Brócolis

Ricos em cálcio (um conhecido de peso redutor), brócolis também é extraordinariamente rico em vitaminas C, K e A. Uma porção de brócolis também irá fornecer-lhe com abundância de folato e fibras dietéticas , além de uma variedade de antioxidantes . O brócolis é também um dos melhores alimentos de desintoxicação você pode adicionar à sua dieta.


4. Sopas

Um estudo sobre a sopa feita em Penn State University descobriram que a bondade líquido oferecido um apetite reduzindo combinação de líquidos e sólidos, que reduziu o consumo de alimentos em excesso, acelerando o metabolismo ea queima de gordura. No estudo, mulheres escolheram um dos três lanches 270 calorias antes do almoço.


5. Chá Verde

Agora é um fato bem conhecido, através de múltiplos estudos científicos, que o extrato de chá verde pode aumentar significativamente o metabolismo, bem como fornecer uma variedade de outros benefícios para a saúde. O chá verde é delicioso e também é rico em antioxidantes que combatem os radicais livres nocivos ativamente!


6. Maçãs e peras

Maçã Metabolismo Foods
Estudos mostram que essas duas frutas ajudam a aumentar o metabolismo e acelerar a perda de peso. Pesquisa realizada pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro descobriu que mulheres que comem três pequenas maçãs ou peras por dia perderam mais peso do que as mulheres que não fizeram. Maçãs orgânicas são uma das frutas orgânicas mais amplamente disponíveis e peras não são muito difíceis de encontrar, quer, uma ótima notícia!


7. Temperos

A partir de Caiena ao alho a canela, especiarias são uma das melhores maneiras que você pode manter sua taxa metabólica elevada. Especialmente rápida são as especiarias mais picantes, como a pimenta preta, sementes de mostarda, cebola em pó e gengibre. Um estudo canadense descobriu que o uso de especiarias permitiu que as pessoas a queimar até mais de 1.000 calorias por dia do que aqueles que não incorporem especiarias em sua dieta.


8. Frutas cítricas

Frutas como grapefruit foram mostrados para ajudar a queimar gordura e manter o nosso metabolismo alto. Isso pode estar relacionado à alta quantidade de vitamina C, um componente útil e saudável que reduz picos de insulina dos frutos.


9. Alimentos ricos em cálcio

Um estudo feito na Universidade de Tennessee descobriram que as pessoas que consumiram 1.200-1.300 miligramas de cálcio por dia perderam quase o dobro da quantidade de peso que aqueles que não estavam recebendo quantidade suficiente de cálcio em sua dieta. Para ajudar a impulsionar o seu metabolismo, comer a abundância de alimentos ricos em cálcio . Se você não conseguir obter o suficiente destes alimentos, então você deve considerar tomar um suplemento de cálcio . Existem muitos tipos de cálcio e recomendo orotato de cálcio, para eficácia máxima.


10. Alimentos ricos em Omega-3

Comer alimentos que são ricos em ômega-3 os ácidos gordos é uma ótima maneira de aumentar o seu metabolismo. Estes ácidos reduzir a produção de um hormônio chamado leptina, uma substância química natural que reduz o seu metabolismo. Os estudos em animais realizados na Universidade de Wisconsin descobriram que ratos de laboratório com baixos níveis de leptina produzida mais rapidamente as taxas metabólicas do que os camundongos com níveis mais altos do hormônio.


Um estudo da Clínica Mayo descobriram que tribos africanas com uma dieta pesada à base de peixe apresentaram níveis de leptina em até cinco vezes menor do que as tribos que não consomem peixe. Tenha em mente que existem muitas outras fontes nutricionais dos ácidos graxos ômega-3, além de peixe. Estes alimentos incluem muitas nozes e sementes . O óleo de cânhamo e óleo de linhaça são as duas grandes adições à sua dieta, porque eles são naturalmente ricos em ácidos gordos essenciais.


11. Água Purificada

Embora não seja exatamente um alimento, é um acelerador do metabolismo. Um estudo alemão descobriu que a velocidade da água potável até a queima de gordura. Ele também é um inibidor de apetite natural e desintoxicante.

Fonte: Global Center

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Hábitos alimentares podem afetar o cérebro


 
Nada melhor do que fazer um esforço eficiente e atingir dois objetivos de uma só tacada. Há alguns dias, foi divulgado que a dieta mediterrânea faz bem tanto para o coração como para o cérebro.

Segundo um estudo, realizado na Espanha, com mil participantes ao longo de seis anos, os seguidores da dieta mediterrânea, rica em azeitonas e nozes, apresentavam um alto desempenho cognitivo. Ela também reduz o risco vascular ou circulatório, inflamações e danos ligados à oxidação no cérebro.

A dieta mediterrânea não inclui alimentos processados nem gorduras prejudiciais, e é rica em substâncias antioxidantes e antiinflamatórias. É composta por grãos integrais, frutas, legumes, peixes e, para quem gosta de um bom trago, vinho tinto.

Aproveitando a descoberta, confira abaixo pesquisas recentes que demonstram como a saúde do cérebro está ligada aos hábitos alimentares.

1. Para o cérebro, menos café da manhã equivale a mais almoço

“Tome café como um rei, almoce com um príncipe e jante como um mendigo” é a frase que toda mãe já pronunciou para incentivar seus filhos a não pular a primeira refeição do dia – e já foi comprovado que ela tem certa lógica.

Tony Goldstone, do Centro de Ciências Clínicas de Londres, escaneou o cérebro de pessoas que não tomam café da manhã e descobriu que suas áreas de prazer eram ativadas quando viam alimentos de alto teor calórico, e demonstravam baixa atividade quando a pessoa via alimentos leves e com poucas calorias. Para o cérebro, pular o café da manhã não só leva você a comer mais no almoço, como escolher pratos pesados e pouco saudáveis.

“Os participantes comiam mais quando estavam em jejum e ingeriam mais calorias”, explica Goldstone, que calculou que os voluntários comiam cerca de 20% mais quando almoçavam com a barriga vazia.

2. Dietas ricas em açúcar afetam a memória e a aprendizagem

A doçura tem seu preço. Segundo um estudo realizado pela Universidade da Califórnia, o cérebro de quem ingere grande quantidade de açúcar durante seis semanas pode sofrer uma perda pronunciada das funções cognitivas.

Para chegar a essa conclusão, os pesquisadores alimentaram com xarope de frutose de milho um grupo de ratos. Ao longo do tempo, os animais demonstraram uma dificuldade crescente de se orientar em um espaço já conhecido.

“O estudo confirma que uma dieta rica em açúcar afeta tanto o corpo como o cérebro” , explica Gomez-Pinilla, um dos pesquisadores. Além disso, a insulina, hormônio que regula o metabolismo dos carboidratos e gorduras, pode ter um papel nesse resultado: “É importante para a circulação da glicose no sangue, mas pode exercer algum tipo de influência no cérebro que afeta a memória e o conhecimento”.

Os cientistas deram a outro grupo de ratos um suplemento com Ômega 3, um ácido graxo que previne a redução das sinapses. O resultado foi o oposto: os roedores obtiveram um desempenho cognitivo muito melhor que o do primeiro grupo. Os pesquisadores deduziram que o ômega 3 é uma opção adequada para quem tem uma dieta rica em açúcar. Portanto, se você gosta de guloseimas, prefira alimentos como salmão, atum, sardinha, tofu, nozes e soja, ricos em ômega 3.

3. Chá verde faz bem para a memória

Milhões de chineses não podem estar errados. As propriedades químicas da bebida mais popular do gigante asiático, tradicional há vários séculos, contribui para a produção de células cerebrais e beneficia a memória e a inteligência espacial. Essa é a conclusão de um estudo chefiado por Yun Bai, professor da Universidade Militar de Medicina de Chongqing, que analisou os diversos benefícios do chá verde.

O pesquisador chinês e sua equipe estudaram as propriedades do EGCG, uma substância do chá verde com propriedades antioxidantes. “Comprovamos que o EGCG pode melhorar a função cognitiva porque estimula a produção de células neuronais, um processo conhecido como neurogênese”, explica Bai.

4. A fome afeta a capacidade de tomar decisões

O comportamento é afetado pela abundância ou escassez de alimento. No reino animal, por exemplo, um predador se dispõe a correr mais riscos e a caçar presas perigosas se estiver faminto. O mesmo se aplica às pessoas: quem vive de barriga vazia tende a assumir mais riscos financeiros que quem tem condições de se alimentar.

A drosófila, mais conhecida como mosca da fruta, enfrenta certos riscos quando está com fome.

Esse inseto percebe a presença de dióxido de carbono como sinal de perigo e um convite para voar para outro lugar. No entanto, as frutas estragadas, uma das iguarias mais apreciadas pelas drosófilas, emitem CO2. Mas quando precisam se alimentar, essas moscas privilegiam o instinto de sobrevivência e vencem a versão a essa substância perigosa, apesar das consequências.

5. A frutose: um remédio pior que a doença

A fome deve ser saciada com uma quantidade específica de alimentos, que satisfaça o apetite sem exageros. O consumo indiscriminado de frutose, açúcar natural presente em legumes, frutas e mel, reduz a sensação de saciedade e, portanto, estimula uma maior ingestão de alimentos. Nesse caso, a glicose seria mais indicada para satisfazer o apetite.

Para chegar a essa conclusão, cientistas da Faculdade de Medicina da Universidade de Yale conduziram um estudo com 20 adultos saudáveis, cuja atividade cerebral foi monitorada enquanto ingeriam frutose e glicose. O objetivo era avaliar os fatores neuropsicológicos ligados ao aumento de peso em decorrência do consumo desses açúcares.

Ao analisar a variação do fluxo sanguíneo para o hipotálamo, a pesquisadora Kathleen Page concluiu que “a glicose reduz a atividade das áreas que regulam o apetite, a motivação e o processamento de recompensas. Também favorece a conexão entre o hipotálamo e a sensação de saciedade”.

Diante dos resultados negativos, vale lembrar que o xarope de frutose é um dos principais ingredientes dos alimentos doces processados, como os refrigerantes.



Fonte: Consumidor Moderno

Dieta ajuda na memória, aprendizado e controle da ansiedade




Cientistas italianos relataram nesta segunda-feira que uma dieta rígida é capaz de preservar o cérebro dos estragos típicos da idade avançada. Em outras palavras: comer menos pode manter a mente jovem.

Publicada no jornal americano “PNAS”, a pesquisa tem como base o acompanhamento de camundongos que receberam 70% menos comida do seu consumo normal.

Segundo os cientistas, essa dieta com restrição de calorias estimulou uma molécula de proteína, a CREB1. Ela é quem ativa uma série de genes ligados à longevidade e ao bom funcionamento do cérebro.

“Nossa esperança é encontrar uma forma de ativar a CREB1 por meio de novas drogas para manter o cérebro jovem sem a necessidade de uma dieta rigorosa”, diz o principal autor, Giovambattista Pani, pesquisador do Instituto Geral de Patologia, da Faculdade de Medicina da Universidade Católica do Sagrado Coração, em Roma.

A CREB1 é conhecida por regular importantes funções cerebrais como memória, aprendizado e controle da ansiedade e sua atividade é reduzida ou fisiologicamente comprometida pelo envelhecimento, acrescenta o estudo.

Fonte: Daily Telegraph

domingo, 20 de outubro de 2013

Advergames: crianças x publicidade comida nada saudavel


Um típico lanche comercial de alimentos na televisão dura 30 segundos. É um flash de cor, animação de desenhos animados e gritos ruídos - e então ele se foi. Mas as empresas de alimentos estão cada vez mais se voltando para outra forma de marketing chamada "advergames" para empurrar os seus produtos.

Como o nome sugere, os advergames combinam publicidade e videogames viciantes, de um modo que garante as crianças banhar-se em locais de produtos, enquanto que clicar no teclado ou smartphone. Isso pode significar qualquer coisa, desde anúncios pop-up não relacionado à ação de experiências inteiras construídas em torno de personagens de marca.


Recentemente, Chipotle tem um monte de atenção para o seu espantalho comercial e acompanha jogo / app, mas os exemplos são tão numerosos quanto as suas opções para café da manhã cereal. Ater-se apenas que o corredor, há "bloco de gelo" de Froot Loops, "Adventure Crunchling Cap'n Crunch" e "Cookies Crisp City."

Recentemente, pesquisadores da Michigan State University, analisou mais de 100 advergames para ver se quaisquer padrões surgiram sobre os produtos que estão sendo anunciados. Depois de olhar para 145 sites, os pesquisadores identificaram 439 produtos de 19 marcas. Eles então analisaram o conteúdo nutricional de cada um desses produtos para ver como eles mediram-se contra as recomendações de saúde para as crianças.

Dos produtos anunciados, cerca de 95 por cento das refeições e 78 por cento dos lanches excedeu o total das recomendações de conteúdo de gordura estabelecidos pelo Ministério da Agricultura e do Food and Drug Administration . Para sódio, 95 a 97 por cento das refeições e 41-64 por cento dos lanches não conseguiu atender às diretrizes (dependendo do USDA ou foram utilizados recomendações da FDA). E quando veio a adição de açúcar, 86,6 por cento das refeições e 97 por cento de lanches exceder as recomendações do USDA. (A FDA não faz uma recomendação para adição de açúcar.)


Em outras palavras, advergames oferecer um banquete de açúcar e sal. Os resultados lançam luz sobre uma outra maneira os anunciantes estão desviando os pensamentos das crianças sobre a dieta.

Há também algum louco poderoso lobby no trabalho. Em 2009, uma série de organizações governamentais foram incumbidos de definir princípios de nutrição para os alimentos comercializados para as crianças. Foi apropriadamente chamado de Grupo de Trabalho Interinstitucional sobre alimentos comercializados para crianças, e tem falhado repetidamente em levantar-se para a indústria de alimentos. Na verdade, a sua recomendação oficial é para que a indústria se auto-regular.

Elizabeth Taylor Quilliam , um dos principais autores do estudo no estado de Michigan, diz que este foi um takeaway secundário interessante da pesquisa. "O fato de que as agências não foram capazes de se reunir com um padrão, e que ainda é até a indústria de auto-regular continua a criar esse ambiente confuso, onde um monte de mensagens recebendo até crianças podem não ser os únicos que os pais gostariam que eles recebem. "

Claramente, advergames não vão desaparecer tão cedo, apesar de um pouco de regulação pode percorrer um longo caminho. Outra pesquisa no campo tem mostrado que quando advergames promover alimentos nutritivos, as crianças a fazer escolhas alimentares mais saudáveis.


Fonte: mysanantonio.com

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Obesidade: três passos cruciais para combater a doença - Reduzir calorias, praticar exercícios e mudar comportamento são agentes do sucesso



Em maio de 2013 foram publicadas as diretrizes da Sociedade Australiana de Endocrinologia sobre obesidade em adultos e crianças. Isso é um assunto muito relevante, já que a população de lá é composta 60% de adultos acima do peso. Em um texto anterior discutimos sobre a abordagem inicial de um medico a um paciente com sobrepeso ou obesidade. O diagnóstico pode ser feito facilmente em casa, com uma balança bem regulada e uma fita métrica. O primeiro passo pode ser dado com um planejamento cuidadoso e reconhecimento do terreno. Não se iluda, é uma batalha épica pela sua vida o que esta sendo planejado. Nos só não vemos a bala chegando.

Depois do planejamento vem a execução. A diretriz baseia o tratamento em três pilares: redução da entrada de energia (calorias), aumento do gasto por meio de atividade física e reorganização de comportamento. Os dois primeiros são fáceis de entender. Mas como?

Cortando calorias

Redução da entrada de calorias deve ser feita de uma forma sustentável. A redução - e não a eliminação - dos alimentos nocivos deve ser encorajada. O ideal é criar um déficit de cerca de 2500kjoules ou 600 calorias diárias. Tabelas de uso energético e calorias em alimentos podem ser encontradas facilmente na internet. Mas atenção: dietas agressivas não vão se manter, e o mais provável é que a pessoa tenha surtos de fome e exagere nos alimentos. Em pacientes selecionados (IMC maior que 30 ou maior que 27 em pessoas com doenças associadas à obesidade) ou que não tenham conseguido reduzir de peso com outras tentativas podem se beneficiar de dieta extremamente hipocalórica. Idealmente isso deve ser feito com o apoio de um nutricionista. Estas dietas se baseiam em supressão de refeições em momentos estratégicos, substituição de carboidratos por proteínas ou salada, hidratação oral abundante e aumento de fibras, o que aumenta saciedade.

Praticando exercícios

A atividade física também não pode ser insustentável. O ideal é a prescrição de 300 minutos de atividade moderada ou 150 minutos de exercícios físicos intensos por semana, distribuídos ao longo da semana. Devem ser respeitados os limites de cada paciente, como pacientes com dores articulares que se beneficiam mais de atividades na água ou sem impacto. Veja alguns conselhos para começar os exercícios:


  • Pacientes extremamente descondicionados podem precisar de reabilitação, acompanhada ou não
  • Podemos trocar elevadores por escadas, tentar caminhadas curtas e brincadeiras recreativas
  • Ingressar em grupos de pessoas que já fazem treinamento físico ou com quem tem algum laço afetivo, como brincar com filhos e netos, pode servir de encorajamento
  • Evite atividades que não condizem com o orçamento mensal - se ele esta curto, não vamos nos inscrever em uma academia cara, podemos optar por uma caminhada ao ar livre ou futebol recreativo com os amigos
  • Evitar períodos sentado ou deitado. Quando estiver no telefone, caminhe. Se possível, fique mais tempo de pé
  • Tenha objetivos realistas e alcançáveis. Não tente se inscrever no Ironman Triathlon baseado em um mês de caminhada. Não precisa ter pressa pra recomeçar.


Reorganização de comportamento

Terceiro passo é aceitar as mudanças e se prevenir de recorrências. Primeiro, não desanime, é normal algum ganho de peso na troca de gordura por massa muscular decorrente da atividade física. Evite situações em que o abuso de comida é provável. Evite álcool. Segure o chope com os amigos por um tempo, ate você aceitar a ideia de que não deve comer um prato de torresmo. Tente identificar os gatilhos emocionais que levam ao abuso de comida. E quando possível, evite-os, ou entenda o efeito que eles têm sobre você. Isso vai permitir identificar o que é fome e o que é substituição de outra necessidade. Identifique e documente seu progresso. Ninguém trabalha de graça. Você precisa se ater a algo que você esta ganhando, ou perdendo. Seja peso, seja cintura, seja IMC.

Intervenções mais agressivas podem ser necessárias, como uso de medicações orais e cirurgia bariátrica. Evitem medicações passadas por amigos, como termogênicos, reguladores de apetite e em especial hormônios. Hormônios desregram o seu ciclo endógeno, fisiológico. Sempre tem rebote. Termogênicos, que mereceriam um capítulo especial, causam arritmias, AVC, e frequentemente são contaminados com hormônios e diuréticos. Reguladores de apetite já entraram e saíram do mercado mais rápido que a mídia leiga pode acompanhar. Alguns causaram problemas em válvulas cardíacas, obrigando o paciente a operar o coração. Por isso, caso decida por alguma intervenção mais agressiva, procure seu médico, que provavelmente recomendara uma abordagem multiprofissional.

Fonte: Sociedade Australiana de Endocrinologia, via Minha Vida



quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Adotar um Estilo de vida saudável minimiza riscos do stress do trabalho


Estresse no trabalho aumenta o risco de doenças cardíacas , mas um estilo de vida saudável pode reduzir significativamente esse risco, diz um novo estudo.

Os pesquisadores examinaram dados de mais de 102.000 homens e mulheres, entre 17 e 70 anos, no Reino Unido, França, Bélgica, Suécia e Finlândia. Seus estilos de vida foram classificados em uma das três categorias - saudável, moderadamente saudável ou insalubre - com base na tabagismo , consumo de álcool, exercício / sedentarismo e obesidade .

Aqueles com um estilo de vida saudável não tinham fatores de risco de vida, enquanto as pessoas com um estilo de vida moderadamente saudável tinham um fator de risco. Dois ou mais fatores de risco qualificado como um estilo de vida saudável.

Quase 16 por cento dos participantes relataram trabalho estresse , de acordo com o estudo, que foi publicado em 13 de maio no Canadian Medical Association Journal.

Mais de 10 anos, a taxa de doença arterial coronariana foi de 18,4 por mil para as pessoas com estresse no trabalho e 14,7 por mil para aqueles sem o estresse do trabalho. A taxa de doença cardíaca para as pessoas com um estilo de vida saudável foi quase 31 por mil em comparação com 12 por 1.000 para aqueles com um estilo de vida saudável.

Quando o estilo de vida e trabalho foram tidos em conjunto, a taxa de doença cardíaca foi de 31,2 por mil para as pessoas com estresse no trabalho e um estilo de vida saudável e cerca de 15 por 1.000 para aqueles com estresse no trabalho e uma vida saudável.

"O risco de doença arterial coronariana foi maior entre os participantes que relataram estresse no trabalho e um estilo de vida saudável, as pessoas com estresse no trabalho e um estilo de vida saudável tinha cerca de metade da taxa de esta doença", Dr. Mika Kivimaki, do departamento de epidemiologia e público saúde da University College London, e seus colegas escreveram em uma nota de imprensa do jornal.

"Estes dados observacionais sugerem que um estilo de vida saudável pode reduzir substancialmente o risco de risco de doença da artéria coronária entre as pessoas com a tensão do trabalho", acrescentou.

Aconselhamento psicológico não é suficiente, eles disseram. "Os médicos podem considerar a prestar mais atenção aos fatores de risco de vida em pacientes que relatam a tensão do trabalho", concluíram os pesquisadores.


Fonte:  WebMD

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Obesidade pode ser risco à economia no México, EUA e Rússia


Estudo da Maplecroft indica que a epidemia da doença tem impacto crescente na produtividade dos trabalhadores


Com o desenvolvimento dospaíses, a população deles passa a adotar, cada vez mais, um estilo de vida que as coloca em risco de obesidade e doenças relacionadas, segundo o estudo

O impacto negativo da obesidade na produtividade dos trabalhadores está chegando aos mercados emergentes, segundo estudo da Consultoria Maplecroft. Entre os países classificados como de “extremo risco” estão o México, o primeiro colocado, seguido pelos Estados Unidos, Rússia, Egito e África do Sul. O Brasil aparece na 7ª posição do ranking, atrás da Turquia.

O estudo indica que a epidemia de obesidade tem um impacto crescente na produtividade dos trabalhadores, além de sobrecarregar os governos com os gastos de saúde pública em decorrência da obesidade. Em 2011, o Fórum Econômico Mundial estimou que o custo econômico global de doenças não transmissíveis, muitas das quais associadas à obesidade, vai alcançar 47 trilhões de dólares em 2030.

Segundo a consultoria, com o desenvolvimento de muitos países, a população passa a adotar cada vez mais um estilo de vida que as coloca em risco de obesidade e doenças relacionadas. No México, o líder do ranking, entre 2000 e 2012, a combinação de sobrepeso e obesidade entre adultos cresceu 12,5%. A população com sobrepeso e obesidade hoje corresponde a 71,3% do total.

China (28º) e Índia (46º), dois dos mais importantes países em crescimento estão entre os de “elevado risco” e “risco médio”, respectivamente. A presença da obesidade é relativamente baixa, mas esses países tem registro de uma população obesa em crescimento. O estudo cita uma estimativa da Organização Mundial de Saúde de que, entre 2005 e 2015, as condições de saúde associadas à obesidade podem reduzir a receita nacional na China em mais de 500 bilhões de dólares e, na Índia, em 200 bilhões de dólares se os governos não fizerem nenhuma intervenção.



E nas economias ocidentais o cenário também é preocupante, segundo o estudo. Pesquisas indicam que, nos Estados Unidos, trabalhadores com sobrepeso ou obesidade que tem pelo menos uma condição crônica custam para a economia 153 bilhões de dólares por ano em perda de produtividade em decorrência de faltas.

O índice de risco de obesidade elaborado pela Consultoria calcula o risco corrente e emergente para os negócios de 188 países. O índice considera o número total de pessoas com sobrepeso e obesidade no país e sua proporção na população. O índice incorpora também fatores de risco emergentes, incluindo uma avaliação da urbanização, crescimento da renda e a mudança nas populações. Para a Maplecroft, cada vez mais os trabalhadores são afetados pelo aumento dos níveis de obesidade e pela perda de produtividade, em decorrência de faltas no trabalho por causa de problemas relacionados à saúde.


fonte:  MALECROFT via REVISTA EXAME

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

10 dicas para uma vida mais saudável


Garanta mais disposição e saúde com alertas de médicos e nutricionista


  • Evite refrigerantes e atenção aos sucos prontos. O consumo de refrigerantes normais está relacionado a diabetes e obesidade, enquanto o de não adoçados (como light, diet e zero) causa piora do funcionamento dos rins. Já a frutose proveniente das frutas e que adoça os sucos prontos, quando consumida em excesso pode provocar aumento da pressão arterial.
  • Distribua melhor as refeições ao longo do dia. Tente se alimentar a cada três horas para evitar redução do metabolismo e sobrecarga em determinadas refeições (principalmente à noite). Além disso, evite que o corpo entre na chamada "reserva de energia", que é quando o organismo entende que, pelo jejum prolongado, precisa armazenar calorias, dificultando a perda de peso.
  • Aumente o consumo de líquido ao longo do dia, preferencialmente água. A ingestão contínua de líquidos mantém o metabolismo em constante movimento, assim como a atividade das células corporais e o funcionamento do intestino. Não espere a sede. Se ela chegar, é sinal de que o corpo já está desidratado.
  • Prefira alimentos integrais em substituição aos carboidratos refinados. Os integrais levam mais tempo para serem digeridos, promovendo maior tempo de saciedade e melhor funcionamento do intestino.
  • Não consuma alimentos muito calóricos no jantar, isso pode prejudicar o sono. Além disso, como o metabolismo fica mais lento à noite, o gasto de calorias nesse período será menor, podendo gerar ganho de peso.
  • Pratique atividades físicas, elas são fundamentais para promover condicionamento, aumentar a longevidade e diminuir o estresse. Para quem tem mais de 35 anos, exercícios físicos ajudam a manter a massa muscular. A prática é importante porque parte do metabolismo depende da massa muscular.
  • Só consuma medicamentos sob orientação médica. Sem o acompanhamento profissional, as pessoas tendem a tomar medicação em excesso ou a deixar de tomar medicamentos que realmente precisam.
  • Durma bem. Para um sono mais tranquilo, evite: refeições pesadas à noite, cafeína depois das 17 horas e exercícios físicos extenuantes no período noturno.
  • Tenha um hobbie ou faça atividades de que goste bastante, saindo da rotina. É uma ótima maneira de escapar do círculo de pensamentos preocupantes e de manter a motivação.
  • Procure informação e ajuda para parar de fumar ou de consumir álcool em excesso. O cigarro é fator de risco para inúmeras doenças e sobrecarrega muito o aparelho pulmonar e o sistema circulatório. Já o álcool, além de trazer problemas comportamentais, é bastante nocivo ao fígado e ao pâncreas, que são fundamentais para o nosso metabolismo.


Fontes:

Dr. Mário Sérgio Rossi Vieira, fisiatra
Dr. Bento Fortunato, nefrologista
Érika Teixeira, nutricionista

terça-feira, 8 de outubro de 2013

Ideias para não engordar em fases de stresse


É possível ganhar quatro quilos numa semana de stresse. Parte desse peso deve-se à retenção de líquidos. O restante advém da acumulação de gordura devido a más escolhas alimentares.

Em fases de stresse tendemos a ingerir alimentos ricos em hidratos de carbono (bolachas, chocolates) que não são tão bem tolerados nesta fase, levando ao aumento de peso. É frequente saltamos refeições e passarmos muitas horas sem comer, acabando por ingerir maiores quantidades nas refeições seguintes.

Ao antecipar uma fase de maior stresse abasteça a despensa com produtos saudáveis e faça comida para congelar. Assim não terá tentações desnecessárias. Beba muita água porque o stresse desidrata e aposte no consumo de vegetais que, para além de fibras, vitaminas e minerais, contêm triptofano, um aminoácido que promove a produção de serotonina. Esta tem um efeito tranquilizante e diminui nesta fase. Laticínios, aves e frutos secos são também fontes de triptofano.

Evite café, chá e bebidas alcoólicas que, em excesso, causam stresse. Tente não consumir alimentos fritos que (a par do stresse) promovem maior produção de radicais livres e doces, pois promovem alterações no metabolismo dos açúcares que a predispõem para engordar. 

Se a dieta for fonte de stresse é sinal de que não é adequada. Ao perder peso deve estar feliz e tranquila. Adote um plano alimentar que consiga fazer para o resto da vida ou irá engordar novamente. Após a fase de stresse inclua o exercício físico na sua vida. Abasteça-se de alimentos saudáveis e procure dormir bem ou terá mais fome e desejo por alimentos calóricos. 

Fonte: Revista Prevenir

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Fiber Concentrate Herbalife - Mais fibras no seu dia a dia


Fiber Concentrate Herbalife
assista ao video do produto:  http://youtu.be/bKGY21S4n28

O Fiber Concentrate é um produto prático e muito saboroso que auxilia, forma prática e gostosa, no consumo diário de fibras, responsáveis pelo bom ritmo intestinal, ao mesmo tempo que hidrata e refresca.

O Fiber Concentrate é composto por fibras solúveis, que se dissolvem em água e formam um gel como substância que ajuda a regular os níveis de açúcar no sangue.

Este tipo de fibra serve de substrato para a flora intestinal, com efeitos muito positivos ao organismo, tais como:


  1. a inibição do crescimento de fungos e bactérias que causam doenças, 
  2. a diminuição dos níveis de colesterol no sangue, através da redução da quantidade de colesterol produzido pelo fígado.


Para informações detalhadas sobre produtos e plano de negócios da Herbalife, contate a distribuidora Independente Herbalife:

SILVANA GONCALES
silvana.goncales@globo.com
cel. (11)97153-0245.

Shake Mousse de Maracujá Herbalife na Rede Globo

video
Caso não visualize, acesse este link: http://youtu.be/ZivU--RY5Uw


Novo vídeo da Campanha Publicitária "Já tomou seu Shake Hoje?" para o segundo semestre de 2013.

Conheça o Shake sabor Mousse de Maracujá... Com o sabor azedinho e doce do mousse de maracujá, este Shake vai lhe proporcionar momentos de frescor e prazer, e vai agradar seu paladar.

Para informações detalhadas sobre produtos e plano de negócios da Herbalife, contate a distribuidora independente Herbalife:

SILVANA GONCALES
silvana.goncales@globo.com
cel. (11)97153-0245.

Conheça o Modelo de Negócio da Herbalife - saiba como funciona o Marketing Multinível

video

Caso não visualize o video,
acesse por este link: http://youtu.be/Ro9EA2ml9_Y


Conheça o modelo de Negócio Herbalife e saiba exatamente como funciona o tão conhecido Marketing Multinível. Se você tem dúvidas sobre o Negócio ou a empresa, escute diretamente de quem faz: a Herbalife.

Para informações detalhadas sobre produtos e plano de negócios da Herbalife, contate a distribuidora independente Herbalife: 

SILVANA GONCALES
silvana.goncales@globo.com
cel. (11)97153-0245.

Shake Herbalife... novo Sabor: Mousse de Maracujá!

Assista ao video promocional-->   http://youtu.be/3hMF9-e0fnk

Por que consumir?

• Para controlar de forma simples o total de calorias ingeridas e manter uma proporção saudável entre carboidratos, proteínas e gorduras durante um programa de Controle de Peso

• Para garantir a ingestão dos nutrientes necessários para o bom funcionamento do organismo: os Shakes Herbalife fornecem 23 vitaminas e minerais

• Os Shakes Herbalife, quando preparados conforme instruções do rótulo, fornecem aproximadamente 18 g de proteínas por porção – 23% mais proteína do que a média de outros substitutos de refeição comuns**

• 100% das proteínas do Shake são de alto valor biológico, contêm todos os aminoácidos essenciais em proporções ideais para suprir as necessidades de proteínas do organismo

• Cada porção contém mais de um terço das necessidades diárias de cálcio quando preparada com 250 ml de leite semidesnatado
 Shakes Mousse de Maracujá, Doce de Leite, Milho Verde, Baunilha Cremoso, Piña Colada, Chocolate Cremoso, Morango Cremoso e Cookies & Cream

• Doces e adequados ao paladar brasileiro com a mesma média calórica dos demais sabores.

• Cremosos e fáceis de preparar. Você vai precisar de poucos segundos para atingir a cremosidade desejada tanto no liquidificador quanto no preparador de shake.

• Aromas ricos e equilibrados.

• Macronutrientes na medida certa 

• Proteínas de alta qualidade: O perfil conta com a proteína concentrada do soro do leite e a isolada da soja. Ambas são classificadas como proteínas de alto valor biológico.

• Fibras de aveia e inulina adicionadas na proporção ideal entre fibras solúveis e insolúveis.

• Carboidratos diferenciados – de mais lenta absorção: A frutose (açúcar das frutas) leva mais tempo para ser digerida porque sua absorção é mais lenta, o que ajuda a manter os níveis de glicose no sangue equilibrados.

Quem pode consumir?

O Shake Herbalife foi desenvolvido para ser consumido por adultos saudáveis. Grupos populacionais específicos, como lactentes (crianças em fase de amamentação), mães que amamentam, crianças, adolescentes, gestantes e idosos devem consultar um médico ou nutricionista antes de iniciar o consumo.

Sugestão de Uso

Redução do peso: Substitua duas das três refeições principais do dia pelo Shake Herbalife.

Manutenção do peso: Substitua uma das três refeições principais do dia pelo Shake Herbalife.

Ganho de peso: Acrescente até dois Shakes Herbalife ao seu cardápio diário. Inclua em sua refeição principal ou como lanche saudável no intervalo entre as refeições.

Modo de Preparo

• Sabores: Mousse de Maracujá, Doce de Leite, Milho Verde, Baunilha Cremoso, Piña Colada, Cookies & Cream, Morango Cremoso e Chocolate Cremoso: Bata no liquidificador por aproximadamente dez segundos (ou misture no Preparador de Shake) duas colheres e meia de sopa (26g) com 250 ml (1 copo tipo americano) de leite semidesnatado.

• Sabores: Baunilha e Frutas Tropicais: Bata no liquidificador (ou misture no Preparador de Shake) duas colheres de sopa do pó (26 g) ou 1 sachê com 250 ml (1 copo tipo americano) de leite semidesnatado.

Sugestão: Para diversificar o sabor do seu Shake, prepare novas receitas adicionando frutas, sucos sem calorias, iogurte para beber e outros alimentos saudáveis e de baixas calorias. Além de tornar o Shake ainda mais gostoso, estes alimentos o deixam ainda mais nutritivo, porém é importante observar a quantidade de calorias que está sendo adicionada para que isso não comprometa o programa de controle de peso.

Dicas

Como potencializar os resultados do programa de Controle de Peso Herbalife:

• Consumir lanches saudáveis entre as refeições para controlar os picos de fome e a compulsão alimentar: frutas, vegetais, barras de proteína e sopas instantâneas

• Ter uma alimentação equilibrada e colorida

• Praticar atividades físicas e optar por hábitos de vida saudáveis

• Aumentar o consumo de água ou bebidas entre as refeições

• Experimentar incluir Fiber & Herb nas suas refeições principais para aumentar a quantidade de fibras

Para maiores informações sobre produtos, preços, como comprar e oportunidade de negocio, por gentileza entre em contato com a Distribuidora Independente Herbalife:

SILVANA COSTA GONÇALES
cel. (11) 97153-0245

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Transforme você em prioridade e melhore a autoestima




Você mal consegue pensar em si mesmo de tão lotada que sua agenda anda ultimamente. Trabalho, família, relacionamento e compromissos sempre estão na frente de tudo, por mais que você lamente e tenha o desejo de fazer diferente. "A falta desse instante pessoal é um baque para a saúde e a autoestima, seu relógio biológico está sempre em atraso e o corpo vive cansado e sob estresse", afirma a psicóloga Andreia Calçada, especialista em Psicopedagogia Clínica, do Rio de Janeiro. Se você está sentindo na pele o peso de uma rotina atribulada e não vê a hora de dedicar um tempinho para si próprio, aproveite as dicas dos especialistas e aproxime esse momento.

Planeje o seu tempo

Procure se organizar no começo de cada semana, separando um momento para você. Contar com a sorte para arranjar um tempinho de sobra, normalmente, é furada. "Planejar as suas atividades deixa você mais preparado até para imprevistos, o que traz mais segurança e certeza de que terá o seu momento exclusivo", afirma a psicóloga Fabiana Albino Diniz, do Centro de Referência em Medicina Preventiva da Unimed Paulistana. 

Reunião de uma pessoa só

Não encare o momento para si mesmo como uma janela na sua agenda, que pode ser preenchida se alguma urgência do trabalho aparecer, mas sim como uma reunião com você mesmo, que não pode ser desmarcada. Comece com 15 minutos reservados e tente aumentar aos poucos. Certamente haverá censura de algumas pessoas que precisam de você, ignore. "Se preferir, nem explique o que está marcado, diga apenas que é um compromisso pessoal", afirma Andreia Calçada. "Sem essa pausa, vai chegar a um ponto em que você não vai conseguir mais o mesmo desempenho de sempre, tamanho o estresse."

Gaste esse momento sem trapacear

Pare para pensar: o que você realmente gosta de fazer? "Parece ser uma pergunta fácil, mas tem gente que passa tanto tempo sem pensar em si que mal consegue responder", afirma a psicóloga Andreia. Ela também recomenda se olhar no espelho: o que está te incomodando? É hora de cuidar desses pontos, a sua autoestima vai sentir os efeitos. Não vale usar esse tempo livre para quebrar o galho de alguém ou fazer a compra de supermercados da família.

Livre-se do que ocupa tempo no seu dia

Se soar absurdo ter um momento para você com tanta correria na rotina, faça uma poda na sua árvore de compromissos: corte as "pontinhas" que não fazem tanta diferença, como o hábito de arrumar todo dia a casa do mesmo jeito impecável, ir ao supermercado diversas vezes por semana, passar horas apenas bisbilhotando as redes sociais ou abrir todos os e-mails da sua caixa de entrada. O tempo poupado vai ser suficiente para você aproveitar do jeito que bem entender e relaxar um pouco.

Procure identificar o que te faz infeliz

Você é prioridade, então, repense o que te faz mal na rotina: a insatisfação no ambiente de trabalho, o trânsito, algum desentendimento dentro de casa, os quilos extras ou outro problema qualquer. "Muitas situações difíceis podem ser contornadas se você mantiver a força de vontade e souber o que quer", afirma Andrea Calçada. Pode ser uma mudança bem gradual, mas a simples sensação de que você pode - e vai - deixar as coisas melhores para si já serve de calmante. 

Diga não aos outros

Chega de engolir sapos, é impossível agradar todo mundo a todo o momento. "Cada um acha que a sua própria solicitação é mais importante, então é preciso que você avalie se realmente o pedido dos outros é urgente a ponto de você parar o que está fazendo", afirma a psicóloga Milene Rosenthal, do projeto Psicolink. Ter de interromper toda hora o que você está fazendo para atender demandas de outras pessoas pode causar a sensação de que você é incapaz de realizar as tarefas e não tem domínio sobre o seu tempo.

Peça ajuda quando necessário

Pare de vestir a capa de super-herói, ninguém dá conta de tudo sozinho. "Tem gente com medo de pedir ajuda e passar a impressão de incompetente, mas certamente outras pessoas já pediram uma mão sua e, nem por isso, você classificou como alguém incapaz", afirma a psicóloga Andreia. Pare de querer perfeição, pois tentar fazer tudo sozinho pode trazer resultados muito piores do que ter ajuda de outras pessoas.

Pense em... nada! 

Vá para um lugar livre de outras pessoas, fique em silêncio e leve a mente para longe de tudo. O seu corpo merece essa pausa, que pode ser de apenas cinco minutos. "É uma questão de respirar e tentar descobrir o que você está sentindo, o autoconhecimento não deve ser deixado de lado", afirma Andreia Calçada. De quebra, você descarrega o peso do estresse e volta com mais disposição para as tarefas.